06/10/2022 – Celebração do ‘Dia dos Povos Indígenas’ no Parque Lage retomada em outubro

Por: Site Revista Museu

Evento terá grande feira de artesanato, cantos e danças rituais, oficinas, além de palestras e debates sobre as questões indígenas e ambientais atuais com entrada franca para todas as idades

    Imagem: Reprodução site Revista Museu

    Mais de trezentos indígenas de dezenas de etnias de todo o Brasil se reúnem nos dias 8 e 9 de outubro, a partir das 9h, no Parque Lage, no Jardim Botânico, zona sul do Rio, para entoar seus cânticos e danças, promover debates, expor e vender artesanato tradicional, além de fazer pintura corporal, em uma grande feira intercultural indígena em comemoração ao Dia dos Povos indígenas. Com entrada franca a adultos, jovens e crianças, a 10ª edição deste evento único é uma excelente oportunidade de lazer cultural para o público carioca curtir em família e também para os visitantes do Rio que estarão na cidade.

    As celebrações indígenas no Parque Lage foram retomadas após os dois anos de pandemia. A Associação Indígena Aldeia Maracanã (AIAM) conta com o apoio cultural da Escola de Artes Visuais e da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro e patrocínio da Farm. O evento tem as presenças confirmadas de diversos povos, como: Guarani, Pataxó, Puri, Fulni-ô, Tukano, Kaingang, Guajajara, Ashaninka, Tikuna, Tupinambá, Arapium, Baniwa, Kamayurá, Kayapó, Mehinako, Yawalapiti, Kariri-Xocó, Xavante, Karajá, Potiguara, Sateré Mawé, Bororo, Kadiwéu, Kambeba, Ananbé, Goitacá e Canela.

    Além dos rituais, cantos e danças, o evento conta com outras atrações, como um desfile de moda sustentável com estilistas indígenas, além de rodas de contação de histórias, por indígenas associados da AIAM, Associação Indígena Aldeia Maracanã. A associação reúne indígenas de várias etnias que vivem em contexto urbano no Grande Rio, além das aldeias Guarani e Pataxó, dos municípios de Paraty, Angra dos Reis e Maricá, visando a valorização da cultura ancestral, proporcionando uma oportunidade de encontro e troca de saberes entre indígenas de vários povos em um só evento.

      Imagem: Reprodução site Revista Museu

      A programação do evento ainda conta com palestra de Fernanda Kaingang, primeira advogada indígena do Sul do Brasil e do povo Kaingang, sobre “Direitos indígenas: retrocessos e desafios contemporâneos” no sábado. No domingo, uma segunda palestra realizada pelo jornalista e escritor Rafael Freitas da Silva, sobre seus livros “O Rio antes do Rio” e o recém-lançado “Araribóia”.

      SERVIÇO
      10ª EDIÇÃO DO DIA DOS POVOS INDÍGENAS – Entrada franca!

      Data: 8 e 9 de outubro (sábado e domingo)
      Horário: das 9h às 17h
      Local: Parque Lage / R. Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico, Rio de Janeiro – RJ, 22461-000

       

      Compartilhar

      Rodrigo Martins

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

      Next Post

      Línguas Indígenas são tema de exposição no Museu da Língua Portuguesa em SP

      ter out 11 , 2022
      Texto: @trabalhoindigenista   Foto: Paulo Desana/ Fonte: Veja/ Reprodução internet A nova exposição do Museu da Língua Portuguesa, Nhe´ẽ Porã: Memória e Transformação, a ser inaugurada na quarta (12), é um convite para conhecer línguas faladas por povos indígenas. As “belas palavras” de dezenas de famílias linguísticas são o foco […]