Jerônimo Rodrigues é o primeiro governador da Bahia autodeclarado indígena

Ex-secretário de Educação da Bahia será o 46º governador do estado a partir de 1º de janeiro de 2023

    Imagem: Foto: Divulgação

    Jerônimo Rodrigues (PT), eleito governador da Bahia no segundo turno no domingo (30), é o primeiro gestor estadual autodeclarado indígena no estado. O petista venceu o adversário ACM Neto (União Brasil), com 52% dos votos.

    O ex-secretário de Educação da Bahia será o 46º governador do estado a partir de 1º de janeiro de 2023. Jerônimo tem 57 anos e nasceu no povoado de Palmeirinha, no município de Aiquara, no sudoeste da Bahia.

    Professor licenciado da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Jerônimo é considerado homem de confiança do governador Rui Costa. Ele foi secretário estadual do Desenvolvimento Rural entre 2015 e 2019; e da Educação, de 2019 até deixar o cargo em março para disputar a eleição.

    Ele foi escolhido pelo PT em decisão da Executiva Estadual do partido, após o senador Jaques Wagner anunciar a desistência em disputar a eleição. Antes de Jerônimo ser oficializado, o nome do senador Otto Alencar também foi apontado como possível concorrente ao governo, mas ele também recusou a disputa e se manteve na corrida eleitoral para o senado.

    Jerônimo também trabalhou no governo federal durante a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Ele foi secretário nacional do Desenvolvimento Territorial. Em 2018, ele foi coordenador geral da campanha à reeleição de Rui Costa. Essa será a primeira vez que ele disputa uma eleição.

    Compartilhar

    Rodrigo Martins

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Next Post

    MPF quer comissão para apurar indígenas mortos na ditadura

    ter nov 1 , 2022
    Criação da Comissão Nacional Indígena da Verdade  pode apurar mortes de 8.341 indígenas de 1964 a 1985 Imagem: reprodução site BNC Amazonas Em audiência pública realizada semana passada em Belo Horizonte, o Ministério Público Federal (MPF) debateu a necessidade de criação da Comissão Nacional Indígena da Verdade (CNIV) para apurar […]